RSS

Série Crepúsculo

15 jan

Série Crepúsculo

Ao ler as histórias dos quatro livros da série, assim como o livro A Hospedeira, percebi que nenhuma delas possui um enredo linear com episódios que se voltem todos para um mesmo fim, são acontecimentos esparsos sem nenhuma ligação ente si.

                        Inicio pelo primeiro livro da série: Crepúsculo. A primeira impressão que eu tive quando terminei de lê-lo foi que o livro se dividia em duas partes distintas: a primeira em que Bella conhece Edward e o amor dos dois começa a despertar e a segunda quando Bella começa a ser caçada pelo vampiro James.O que percebi foi que a história não poderia continuar sem a parte da caçada pois o livro ficaria completamente maçante se as 200 páginas seguintes destinadas à caçada de James se estendesse com ‘’Eu amo um vampiro que é lindo e tem olhos de tirar o fôlego e não sei o que faria se ele me deixasse” e “eu amo uma mortal e ao mesmo tempo quero chupar o seu sangue e não consigo pensar em viver sem ela, nunca mais”. Seguindo essa linha de pensamento percebemos por que o livro parece fracionado ao fim da leitura.

Ao estendermos nossa análise ao segundo livro, Lua Nova, observamos que acontece a mesma coisa. Logo no início, Edward se separa de Bella com medo de feri-la novamente e ela fica as cem página seguintes se lamuriando e reclamando do “buraco em seu peito que nunca para de sangrar” até começar a sair com Jacob, usá-lo como estepe e tentar se suicidar pulando do penhasco iniciando a história de verdade, pois Edward tenta se matar ao analisar as visões de Alice erroneamente e Bella tem que ir atrás dele enquanto o bestão do Jacob fica pra trás com cara de tacho. Logo, novamente, vemos que a única história de verdade se passa no fim uma vez que as primeiras duzentas páginas são lamurias de um coração partido.

O livro Eclipse é o único que possui uma história mais um menos unificada, uma vez que logo de início a história se desenvolve desembocando nas batalha final: Cullen e lobos X Victória e recém criados. Porém o final não poderia ser mais surpreendente uma vez que Edward sozinho acaba com Victória. Surpreeeesa!

E por fim chegamos ao final da saga com Amanhecer que não difere em muitas coisas do restante da série uma vez que este livro também não possui uma história e sim acontecimentos espaçados e mau entrelaçados entre si, sendo estes a gravidez de Bella, a cesariana (ponto auto do livro na minha opinião), a filha deles, a busca por testemunhas e a “batalha final” a qual nem sei se pode ser chamada assim já que este foi o final de série literária mais broxante que eu já li uma vez que você espera a tão esperada luta, que é antagonizada praticamente durante todos os quatro livros da série, e ela não acontece. Super anti clímax.

Enfim, Não digo com isso que esta não é uma série que não deve ser lida. Se o que você procura é um livro casual para passar o tempo e se sente traído com romances essa pode ser uma boa pedida.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de janeiro de 2013 em Resenha

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Isaac Sabe!

Seja o Newton, o Asimov ou o seu Isaac da esquina.. ele sabe!

%d blogueiros gostam disto: